REGIONAL ABC A REGIONAL SOMOS NÓS
VOLTAR
ALIANÇA ESPÍRITA EVANGÉLICA - AEE: 
A Aliança é um ideal de vivência espírita consubstanciado em um  programa  de  trabalho  e
fraternização. Não é uma nova sociedade espírita nem representa divisão  ou  competição em
relação a quaisquer instituições  ou sistemas,  mas  sim  uma  realização simples, honesta
e positiva de fraternização integrada para se efetivar o Ideal de vivência  evangélica  na
comunidade dos adeptos, com desprendimento e humildade cristãos.


QUAIS SÃO AS SUAS FINALIDADES: Tornar efetivo o ideal de vivência do Espiritismo Religioso na comunidade de seus adeptos. Difundir o Espiritismo Religioso, como revivescência do Cristianismo Primitivo,agremiando instituições espíritas que comunguem os mesmos ideais. Propugnar pela criação e funcionamento nos Grupos Integrados, de Escolas de Aprendizes do Evangelho, de Cursos de Médiuns e de Assistência Espiritual nos termos estabelecidos na década de 1940 pelo Plano Espiritual Superior, em caráter gratuito, aberto e livre de quaisquer restrições ou discriminações, inclusive religiosas. Estimular a aplicação dos programas de Mocidade Espírita e de Evangelização Infantil nos seus Grupos Integrados.

COMO SE ESTRUTURA: Todo Centro Espírita que busca o Ideal da Aliança, através da adoção de seus programas, torna-se um Grupo Integrado - GI. Os GIs,conforme suas necessidades de aplicação e desenvolvimento do programa, agrupam-se em Regionais, de maneira a se apoiarem mutuamente. O acompanhamento e aperfeiçoamento do programa é realizado constantemente pelo Conselho de GIs. Os programas da AEE adotados por seus GIs são constituídos por Escolas de Aprendizes do Evangelho, Cursos de Médiuns, Assistência Espiritual, Mocidades Espíritas e Evangelização Infantil. As atividades da AEE desenvolvidas por seus Grupos Integrados são Caravanas de Evangelização e Auxílio, Curso Básico de Espiritismo (Kardec e as obras básicas), Obras Assistenciais, Formação e Aperfeiçoamento de Expositores, Curso para Evangelizadores da Infância, Reciclagens, Multiplicação de Centros Espíritas e outros.

MENSAGEM PARA OS GRUPOS DA ALIANÇA: A AEE foi criada para efetivar com segurança, sinceridade e desprendimento a tarefa de evangelizar, espiritualizar pela reforma íntima os seus alunos que desejam se tornar, futuramente,verdadeiros Discípulos do Divino Mestre, integrando-se na Fraternidade dos Discípulos de Jesus — FDJ, campo aberto e livre para as exemplificações, dos ensinamentos do Cristo. Visa formar trabalhadores espiritualizados,libertos da cegueira e do fanatismo científico ou religioso, aptos, portanto, a difundir, em espírito e verdade, os esclarecimentos herdados e a orientação espiritual redentora dos que habitam este predestinado País. A direção de cúpula da Aliança é simplesmente coordenadora e supervisora, exatamente como foi aprovada na reunião de sua constituição, a 4 de dezembro de 1973, os Grupos integrados são responsáveis pela execução das atividades que lhes são próprias. O Plano Espiritual espera que entre todos exista a mais sincera e proveitosa cooperação, demonstrando uns para outros legítima fraternização, como humildes portadores que devem ser das virtudes pessoais cristãs e o ideal que congregou os que viveram na Terra o Cristianismo Primitivo. Aproximam-se os dias em que o testemunho será posto à prova em campos maiores de serviço aos semelhantes, sob o olhar compassivo do Divino Mestre. Ele julgará a fidelidade de cada um aos seus ensinamentos sublimes de amor, verdade e paz. Para esse testemunho futuro os trabalhos, como foram organizados na Aliança, representam valiosa preparação e, ao mesmo tempo, firme garantia. Os benfeitores espirituais que ajudam a Aliança a levar a cabo sua grandiosa tarefa advertem fraternalmente que as forças negativas, como era de esperar, se movimentam visando desarticular a organização, impedir seu êxito, infiltrando-se, intrigando, desencaminhando, perturbando os trabalhadores e dirigentes,e essas atividades delineiam-se com perspectivas de maior aumento. Aqueles que, ao se sentirem envolvidos, não reagirem e se acomodarem, se perderão por maus caminhos. Os benfeitores espirituais recomendam que todos se devotem com humildade aos trabalhos que lhes forem designados, fechando portas às inspirações maldosas de ambições de cargos, predomínio pessoal sobre companheiros, desejos de liderança, como também eliminando dúvidas, ressentimentos, malquerenças, espírito de separatismo e tantas outras aberturas das quais os elementos negativos lançam mão para seu torvo trabalho demolidor. Os benfeitores espirituais sempre repetem o conselho amigo segundo o qual 'servir aos semelhantes com amor e humildade deve ser a maior preocupação do servidor do Cristo'. Disse o Cristo - 'Pelo amor que devotardes uns aos outros provareis que sois meus discípulos.' e 'aquele que quiser ser o maior entre vós, sirva aos outros'. União e trabalho, no momento, é a saudação mais apropriada que o Alto envia para todos, com as bênçãos do Divino Mestre. (extraído do capítulo 1 de Vivência do Espiritismo Religioso - Editora Aliança)
VOLTAR